Pular para o conteúdo principal

FALA Varejista! PodCast.Sem61 - "Formando a Equipe"


Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do...

FALA Varejista!

“A Equipe é o retrato do Líder; não pergunte quem é o responsável pelo fracasso: a resposta é óbvia.”

Parafraseando Walt Disney, “você pode sonhar, criar, desenhar e construir o melhor negócio do mundo... Mas vai precisar de pessoas para transformar seu sonho em realidade.”... Sem Pessoas, dos dois lados do balcão, nada, absolutamente nada, acontece...

Então, antes de pensar no Negócio pense em Pessoas; antes de pensar em Efetividade Operacional, em Resultados, pense em Clientes e na Equipe para atendê-los e não se contente com qualquer Equipe: pense numa Equipe de Alto Desempenho...

Se você quiser Efetividade Operacional e Resultados consistentes e sustentáveis, tem que pensar em uma Equipe de Alto Desempenho Comprometida, Engajada, Motivada e "fora da curva". Então prepare-se para lidar com a energia de pessoas inquietas e para ser muito exigente e muito exigido...

Agora, antes de falar sobre a formação desta Equipe, cabe esclarecer o que é uma Equipe de Alto Desempenho.

Uma Equipe de Alto Desempenho é uma Equipe que, antes de tudo, presta atenção ao seu próprio empenho e desempenho e resolve os problemas que afetam o seu resultado... Em resumo é uma Equipe que incorpora às suas competências e à sua dinâmica de trabalho, as habilidades de diagnóstico e resolução de conflitos internos.

Uma Equipe de Alto Desempenho demonstra competências elevadas e alto grau de Comprometimento e Engajamento com o Negócio. São pessoas que estão, realmente alinhadas com a Empresa, que têm Valores, Metas e Visão em comum... Ao mesmo tempo, têm diversidade e multiplicidade de conhecimentos, competências, experiências, opiniões e ideias que estão dispostos a compartilhar.

Isto parece impossível para você? Pois saiba que o “segredo” para se conseguir esta façanha é, relativamente, simples: basta ser um Verdadeiro Líder; um Líder Efetivo e Muito Exigente que foque na melhoria contínua, a começar pelo seu próprio desempenho, e estimule o autodesenvolvimento e o aprendizado contínuo da Equipe.

O Método Geral para montar esta Equipe de Alto Desempenho é Selecionar Bem e Escalar Melhor: colocar as pessoas certas nas posições certas e tirar o melhor Empenho e Desempenho de cada um.

E para que tudo isso aconteça, o Líder deve Reconhecer e Reforçar o Perfil Comportamental da Equipe – Alto Grau de Empenho, Avanços no Desempenho, Excelentes Resultados e Demonstração de Comprometimento e Engajamento – mostrando para cada membro da Equipe que, realmente, se importa com o Desenvolvimento dele... As Pessoas precisam ser escutadas, levadas a sério e, principalmente, respeitadas...

Para concluir o Líder Efetivo e Muito Exigente deve, continuamente, “levantar a régua”, criando desafios e dando espaços e oportunidades para que a Equipe busque a sua contínua autossuperação.

Para saber mais sobre o Líder Efetivo e Muito Exigente visite o nosso site, leia os Artigos e escute os PodCasts da Categoria Liderança.

Na próxima transmissão daremos continuidade aos “5 Passos para alcançar a Efetividade Operacional”, falando sobre como treinar uma Equipe de Alto Desempenho...

Muito obrigado e até lá... nos vemos no Portal SOU Varejista! www.souvarejista.com.br ou em algum ponto da BR – 101... Até lá!!!


ESCUTE O PODCAST AQUI:

Comentários

Os Mais Lidos Da Semana!

Gerente de Aluguel - GPS 4.0

Para começo de conversa, isso não é "papo de Consultor", mas de quem tem 30 anos de vivência no "chão de Loja" , atuando em toda Cadeia de Suprimento e tem experiência e competência para dizer que SIM! Você está jogando dinheiro no lixo!!! Nos últimos 6 meses, avaliamos a Operação de mais de 200 Lojas e podemos afirmar, seguramente, que temos a Solução para os três principais problemas do Varejo: 1. Falta de Controle de Estoque; 2. Falta de Gestão Financeira; 3. Baixa Utilização da TI e da Cultura de Dados... Veja como... Com a alta competitividade do Mercado, as Empresas, de todos os tamanhos e segmentos , procuram qualificar suas Equipes para promover a criatividade e a inovação, com ideias “fora da caixa” , potencializar a Gestão e melhorar os Resultados.  Pensando, também na necessária redução de custos, algumas Empresas apostam em soluções inovadoras; entre elas a do “Gerente de Aluguel” , com o objetivo de dar uma "mãozinha" aos Empreendedores, Ges

Bodega High Tech

Longe se vai os dias de inauguração (1.916) da primeira loja de Auto-Serviço no mundo: a Piggly Wiggly. Mais "recentemente" (1.930) os dias do primeiro Supermercado: o King Kullen. Depois vieram os Hard Discount (Aldi), os Category Killers (Toys ‘U’ Us, Leroy Merlin), os Hipermercados (Carrefour), e finalmente os Warehouse Clubs (Sams Club, Costco). Paralelo a esta evolução no formato do varejo, vivenciamos a Evolução do Marketing 1.0: mercado centrado no Produto, onde prevalecia a máxima de Ford: “Um carro pode ter qualquer cor, desde que seja preto.” - passando pelo Marketing 2.0: voltado para o Consumidor – para o Marketing 3.0: voltado para os Valores, cujo objetivo é fazer do mundo um lugar melhor, considerando um mercado de seres humanos com coração, mente e espírito, com uma proposição de valor funcional, emocional e espiritual e, finalmente, pelo menos até o próximo Big Show, chegando, finalmente, ao Marketing 4.0, a era da Transformação Digital, onde tudo faz par

A Estratégia dos Quatro Fatores

Todo ano é a mesma "estória": o ano só começa depois do Carnaval. Para mim isso é "papo de jacaré"; conversa fiada de preguiçoso, indeciso, que não sabe ou não tem o que fazer. Assim, aceita-se o pressuposto de que depois das folias de Momo tudo será exequível. Pelo menos não se desistirá antes de tentar cada alternativa. O Sucesso virá mesmo com muitos riscos e metas “impossíveis”; haverá algumas inovações e muitos, muitos improvisos. Será mais um ano daqueles que quanto pior ficar, melhor será. Ou será o contrário? Toda essa conversa de dificuldades e crises serve para lembrar um lugar comum: a palavra “crise” é composta por dois ideogramas (letras) que significam perigo e oportunidade. Então, vamos ser criativos, tirar o “s” da crise, mergulhar no escuro e transformar nossa coragem, criatividade e determinação em estratégias inovadoras para vencer a crise... Crise, que crise? A "marolinha" de 2008, finalmente, transformou-se numa tsunami "inter