Pular para o conteúdo principal

FALA Varejista! PodCast.Sem58 - "Marketing de Experiência - Parte 5"


Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do...


FALA Varejista!


“Existe Marketing de tudo e para tudo porque, como sempre repetimos, tudo é Marketing e Marketing é tudo: simples assim.”


Para Encerrar a Série de 5 Semanas falando sobre Marketing de Experiência, nesta quinta e última transmissão falaremos sobre a Aplicação do Marketing de Experiência no dia-a-dia das Empresas e dos Clientes.

Quem nunca exclamou a plenos pulmões, algo do tipo “A Empresa de Energia me deixou no prejuízo” (Experiência Negativa) ou “O Pastel de Nata da Padaria São José é inigualável” (Experiência Positiva).

Como podemos perceber, as Experiências estão presentes no dia-a-dia do Consumidor. As Marcas, também já perceberam isso e criam, constantemente, estratégias para alcançar e influenciar as mais íntimas percepções do consumidor. Desta forma o processo de Fidelização do Cliente deixou de ser focado, unicamente, no Produto ou Serviço e passou a investir nas experiências geradas para o Cliente.

O fato é que os Consumidores estão. cada vez mais, ligados a fatores subjetivos. Estes Consumidores buscam marcas e produtos que estejam conectados aos seus valores pessoais ou sociais que são, muitas vezes, mais importantes que o valor do consumo.

Assim, as Marcas precisam encontrar maneiras de impactar o cliente por meio dos efeitos emocionais e sensoriais. Isso é possível quando são trabalhados alguns pontos de uma estratégia de relacionamento.

Entre eles, conforme já dissemos, estão a Verdade (uma experiência verdadeira gera uma ligação mais forte, que tem mais chance de convencer o cliente) e o Valor (uma ação que gere algo positivo para a pessoa, ou seja, que acrescente ou transforme para melhor aquele cliente).

Desta forma, o foco de todas as ações é fazer o Consumidor sair, por um momento, da sua zona de conforto para viver uma experiência verdadeira e de valor. Desse modo, ele se tornará um defensor da marca e influenciará outras pessoas a consumirem este produto.

A aplicação do Marketing de Experiência exige criatividade, mas não é uma tarefa difícil para quem já está acostumado com a aplicação do Marketing Tradicional.

O Marketing de Experiência poder aplicado nos mais diversos segmentos físicos ou online. Para isso, assim como no Marketing Tradicional, o primeiro passo é a Avaliação do Relacionamento da Empresa com seus Consumidores e os respectivos processos internos da Empresa.

Tenha, sempre, em mente que a sua estratégia deverá ser criativa e atender os pressupostos do Processo AIDA, que já mencionamos em transmissões anteriores, para chamar Atenção, despertar o Interesse, criar um Desejo e provocar uma Ação que é a compra do Produto.

Como vimos ao longo das transmissões, o Marketing de Experiência é um processo essencial para as Empresas conquistarem novos clientes e fidelizar os atuais, porque Consumidores satisfeitos tendem a fazer novas compras e fazer propaganda gratuita do Produto, da Marca e da Empresa.

Na próxima transmissão falaremos sobre Abismo Tecnológico: a Diferença entre ter e utilizar a Tecnologia na Gestão dos Negócios...

Muito obrigado e até lá... nos vemos no Portal SOU Varejista! www.souvarejista.com.br ou em algum ponto da BR – 101... Até lá!!!

ESCUTE O PODCAST AQUI:

Comentários

Os Mais Lidos Da Semana!

O Fator "Stoic Mujic"

Há um conselho que escuto e sigo, há pelo menos 10 anos, para reafirmar minha Determinação. Conselho, de um certo "Anjo João", que ecoa em minha mente, sempre que alguma dificuldade surge no horizonte: "Levanta a cabeça e segue em frente"... - Valeu João!!! “Enquanto se descansa, se carrega pedras”: este provérbio português é o tipo de frase feita que não sai da boca de um grupo de pessoas, entre as quais me incluo: os obstinados pelo que fazem, pelo trabalho. Estas pessoas são do tipo que nunca “desligam”. Não importa onde estejam, o que estejam fazendo; eles estão sempre “ligados”. Numa sessão de vídeo caseira, com pipoca e guaraná, não seria diferente. Na última, da qual participei, vimos o filme “A Ponte dos Espiões” . “Bridge of Spies” em Inglês. Embora eu prefira, por razões que o leitor poderá ver no filme, o título em Alemão: “Der Unterhändler” que em língua tupiniquim que dizer “O Negociador”. É um excelente filme para ser usado em treinamentos sobre Nego

O Líder Situacional Sistêmico

Todos querem Comprometimento , todos querem Engajamento , todos querem colaboradores Motivados , todos querem Equipes de Alto Rendimento ... Mas, quantos se preocupam, verdadeiramente, com as Condições de Trabalho, com o Clima Organizacional, com as Pessoas Certas nos Lugares Certos, com Pessoas que pensam em Pessoas?  Acredito que os Resultados tenham a prioridade nesta lista de situações. Resultados como Objetivo e não como Consequência de um trabalho bem feito. Resultados pelos Resultados: simples assim. Não sou contra os Resultados, nem contra os que os buscam determinadamente, afinal eu estou entre eles. O Lucro não é um "Pecado". Mas, lembrando de um lugar comum, o único lugar em que o Resultado vem antes do Trabalho é no Dicionário. Se você quer Comprometimento, Engajamento, Motivação e uma Equipe de Alto Rendimento , "fora da curva", aprenda a Liderar. Aprenda a conviver com a Liderança Situacional Sistêmica . " Com talento, ganhamos partidas. Com &

FALA Varejista! PodCast.Sem60 - "Abismo Tecnológico - Parte 2"

Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! “Não invista em Transformação Digital se a sua Mentalidade é Analógica” Na transmissão anterior, para comprovar que “de perto todo mundo é feio”, relacionamos algumas práticas danosas, largamente utilizadas, que estão jogando as Empresas no “Abismo Tecnológico” , apoiadas em inteligentes desculpas, que, tenho certeza, quem estiver escutando esta transmissão conhece muito bem. ERP (Sistema de Gestão), apenas, para "passar mercadoria no caixa"; Compras por "Listas Manuais de Cotação"; Cadastro de Produtos "Comprado"; Estoques "Negativos" no Controle de Estoque; Gestão Financeira “na ponta do lápis”... Então, sem mais desculpas, vamos colocar os pingos nos i’s de cada uma dessas práticas danosas... ERP (Sistema de Gestão), apen