Pular para o conteúdo principal

Varejo & Diversidade & Inclusão


“Falar de Diversidade não é sobre ‘coisas de viado’, é sobre ‘ser’ humano; reconhecer que ‘somos todos iguais, isto é: diferentes’.” 

Desde 1.999, na virada do milênio, trabalhamos com o conceito de Diversidade no Varejo. A partir de 2.007, com a fundação da integrum Consultoria, introduzimos o Processo de Desenvolvimento da Excelência no Atendimento à Diversidade Humana no escopo de nossa Proposta de Valor, mesmo quando nos avisavam, em tom de alerta, que poderíamos nos “queimar” com essa “conversa”, porque isso era, na época e ainda hoje, “coisa de viado”. 

Desde essa época nos apropriamos do slogan “somos todos iguais, isto é: diferentes” de uma Campanha da L’Oreal, linha Coiffeur. De lá para cá muita coisa mudou. 20 anos após nosso “despertar” sobre a questão da Diversidade no Varejo, vejo com orgulho as atenções voltadas para o termo “Inclusão” no Retail’s Big Show 2.019 da NRF - National Retail Federation dos United States of America. Yes! We are inclusive! Direto de New York, New York, a Big Apple, a cidade que se pretende mais inclusiva do mundo, um grande movimento pela “Inclusão” no Varejo. 

A Modinha “da hora” que movimenta o movimento, sugerindo que está na hora “da roda grande passar dentro da roda pequena”, é o “Gênero X”: algo como um passe de mágica que transforma anos de luta em espetacular e midiática inclusão. Diga-se de passagem, a modinha já estava / está “incluída” no nosso Conceito de Atendimento à Diversidade. Deixando as “modinhas” de lado, porque, isso sim, pode queimar a sua imagem e a imagem da sua Marca, falemos um pouco sobre o Conceito da Diversidade Humana que defendemos. 

O termo “diversidade” em todas as suas acepções, é aquele que nos possibilita identificar, definir e ou falar da “Variedade” – termo bem comum no Varejo – e da “Diferença” que podem apresentar alguns aspectos entre si, assim como nos possibilita destacar a miríade de “coisas” e “cousas” que convivem em um determinado contexto em particular. No nosso “caso”, “causo”, “case”, a miríade de Clientes de uma “casa comercial”, “loja”, “mercado”, “bodega”, “store”. 

Nesta “FALA!” colocamos a “Inclusão” num patamar estratégico para oferecer aos Varejistas os argumentos necessários para convencê-los a investir em Infraestrutura e Atendimento voltados à Diversidade Humana com o claro objetivo de despertar o interesse de Gestores Públicos e Privados para a necessidade de uma urgente adequação da Legislação, Construção e Manutenção dos equipamentos públicos e privados de uso público que garantam a inclusão, para garantir o direito natural de ir e vir, assegurando o usufruto dos direitos à saúde, educação, trabalho, lazer, livre expressão das ideias e escolhas de todos e de cada cidadão residente em um Município, pois é no município que tudo acontece. 

No âmbito do Varejo, isto significa assegurar o amplo, geral e irrestrito direito de realização das intenções de compra, de todo e cada cidadão, tendo asseguradas as suas especificidades características das diferenças: a Diversidade. 

Para finalizar, se me permitem, uma última recomendação: que Varejistas trabalhem o Conceito da “Diversidade” da mesma forma que trabalham o conceito da “Variedade” em suas lojas; com uma única e essencial diferença: em “Variedade” falamos de “coisas”; em “Diversidade” falamos de “Pessoas”... Sejamos pessoas que pensam em pessoas e têm vocação, prazer em servir a “Diversidade Humana” no Varejo de Produtos e Serviços.


[Sousa, Vital. FALA Varejista! #2. No Prelo]


Vital Sousa
VTL Marketing

Comentários

Os Mais Lidos Da Semana!

Motivação x Entusiasmo

"Nada de grandioso chegou, algum dia, a ser alcançado sem entusiasmo.” [Ralph Waldo Emerson] Mais um Work Shop, mais uma Palestra e a velha questão vem à tona: motivação. O que percebo, é que a grande maioria das pessoas está olhando, diariamente, para os céus à espera de instruções para seguir em frente. Há um verdadeiro eclipse do pensamento. As pessoas simplesmente desistiram de pensar e desta forma se sentem inteiramente perdidas, limitadas a garantir suas subsistências. Por outro lado, sempre que ouço uma solicitação de algum trabalho voltado à motivação do pessoal, fico com as orelhas em pé: quais as verdadeiras razões para a demanda? Há um real desejo de desenvolvimento das pessoas pelas pessoas ou trata-se apenas de uma demanda por mais produtividade? Mas esta é outra história. Inicialmente, vamos entender a diferença entre ‘motivação’ e entusiasmo (automotivação). Conforme sempre falo, a diferença entre motivação e entusiasmo fica explicitada em u

Arista - Até o Fim do Mundo

"Arista - Até o Fim do Mundo" é um Romance-Ficção Científica-Aventura; é, também, uma inquietante tentativa de responder as perguntas sobre as origens do que escrevo: as lembranças que afloram em minha mente e eu não sei precisar se são, realmente, lembranças ou sonhos ou delírios.  "Se os "nomes" ou "fatos", descritos, te fizerem lembrar de um lugar, uma pessoa, uma situação; se você experimentar uma sensação de déjà vu... Tenha certeza: você pode não ser a pessoa que pensa que é... Então, não perca tempo: deixe tudo que estiver fazendo e venha para Colina, Comuna de Sinnamary, Guiana Francesa, para iniciar a busca da sua verdadeira história... Procure-me no Hotel Concorde, Apto 201... Acredito ser Carlos Eduardo Romero" 100,0% dos Royalties deste Produto será destinado às Ações Sociais do i2: instituto integrum que atua na Formação e Qualificação de Operadores e Empreendedores Varejistas e na Promoção da Acessibilidade no Varejo de Produtos e

Rally M+is - Transamazônica

"Falar é fácil, quero ver fazer!" Partindo de Cabedelo (PB) Quantas vezes você já ouviu esta frase, todas as vezes que você teve uma ideia inovadora; todas as vezes que você pensou em fazer algo, realmente, inovador, diferente? Quantas vezes diante, da descrença das pessoas, você vacilou e desistiu? Nós não desistimos! Amadurecemos nossa ideia até o ponto de ser colhida, até o ponto ideal para ser colocada em prática, até a hora de Agir! Nossa ideia pode até parecer uma completa loucura, uma insensatez, mas foi pensada e planejada nos seus mínimos detalhes: detalhes Bons e Ruins, Ações e Reações, Atitudes e Consequências, Forças e Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, o Que, Onde, Porque, Quem, Como, Quando, Quanto... Planejamento concluído e exaustivamente testado e aprovado chegou a hora da Ação! Sem esquecer que a vida do Empreendedor é (ou, necessariamente, deveria ser) um eterno looping de PDCA: Planejar, Desenvolver, Controlar, Ajustar, Planejar...