Pular para o conteúdo principal

Eu, Macaco! (AP II)



Depois que Darwin publicou a sua teoria da evolução, a vida ficou mais simples: a clássica questão "de onde viemos, para onde vamos?" foi parcialmente solucionada: viemos do macaco e talvez, com sorte, viremos robôs, híbridos, com nossos cérebros preservados. Hoje tudo que vemos e pensamos está entre o Macaco e o Robô ou uma grotesca mistura dos dois. Convivemos com um mundo cada vez mais virtual e pessoas com comportamento de primatas. Séculos de evolução e cá me encontro querendo voltar para a selva ou para uma caverna, com receio de confirmar que a evolução está concentrada nas características negativas dos seres humanos. Os seres humanos estão evoluindo... Para pior?

Neste andar da carruagem a clássica questão é convertida para "O que/quem somos, para onde vamos?" Alguns, como eu desejo, já estão voltando para a selva, mas acredito que a selva não nos aceitará de volta. Viver em comunhão com a natureza não é mais possível: uma vez civilizado, para sempre civilizado. Não há, acredito, nenhum rincão que não esteja mapeado pelo Google Maps.

A natureza nos fez, nós estamos destruindo a natureza porque não aguentamos saber que viemos do Macaco. Nós somos seres inteligentes, criados à imagem do pai, mas este nos expulsou do paraíso. Ficamos órfãos e malcriados e a medida que evoluíamos, aprendemos a fazer, na maior parte do tempo, coisas ruins. Dizem que a pior praga sobre a terra é o ser humano. Então não acredito que a natureza queira viver em comunhão com os seres humanos! Seremos expulsos outra vez!

Evoluímos e nos separamos. A convivência, saber conviver em harmonia, é uma demanda estratégica para os seres humanos, para a preservação da nossa especie. Então o que fazemos com Kim Jong-un? Com o Temer? E com o vizinho que acaba de comprar o novo CD do Mr. Catra? É meus caros colegas de espécie, a coisa está ficando feia! Tomara eu consiga encontrar algum recanto de "sombra", longe dos satélites espiões onde eu possa andar pelado sem me preocupar com as picadas dos mosquitos.

Se conseguir, vou dar um jeito de enviar notícias para mais alguns "seres humanos" e convidá-los a formar um clube privativo, uma sociedade alternativa, um bundalelê geral, mas vou logo avisando: faço isso só para ter quem leia os livros que vou escrever.

Esse deveria ser um manifesto contra a hipocrisia e a música ruim nas festas de fim de ano, mas o texto ficou um tanto quanto pedante, preconceituoso e chaaaaaato!!! Bem, o texto evoluiu para este insight sobre o que seria as minhas férias se Tambaba fosse uma praia desconhecida. Como não é, vou me esconder no lugar mais calmo que eu consiga com meus livros, minhas músicas e minha Nega.

Pior seria se pior fosse...


Vital Sousa
Consultor de Marketing e Desenvolvimento Humano (EM GOZO DE FÉRIAS)

Os Mais Lidos Da Semana!

O Fator "Stoic Mujic"

“Enquanto se descansa, se carrega pedras”: este provérbio português é o tipo de frase feita que não sai da boca de um grupo de pessoas, entre as quais me incluo: os obstinados pelo que fazem, pelo trabalho. Estas pessoas são do tipo que nunca “desligam”. Não importa onde estejam, o que estejam fazendo; eles estão sempre “ligados”.
Numa sessão de vídeo caseira, com pipoca e guaraná, não seria diferente. Na última, vimos o filme “A Ponte dos Espiões”. “Bridge of Spies” em Inglês. Embora eu prefira, por razões que o leitor poderá ver no filme, o título em Alemão: “Der Unterhändler” que em língua tupiniquim que dizer “O Negociador”. É um excelente filme para ser usado em treinamentos sobre Negociação, com certeza usarei, mas o que mais me chamou a atenção foi a definição dada ao protagonista, interpretado por Tom Hanks. Um advogado bem sucedido de uma Empresa de Seguros. Vamos à uma breve sinopse do filme e voltamos para tratar do que interesse neste artigo, isto é: o "Fator Stoic M…

Varejo & Diversidade & Inclusão

“Falar de Diversidade não é sobre ‘coisas de viado’, é sobre ‘ser’ humano; reconhecer que ‘somos todos iguais, isto é: diferentes’.” 
Desde 1.999, na virada do milênio, trabalhamos com o conceito de Diversidade no Varejo. A partir de 2.007, com a fundação da integrum Consultoria, introduzimos o Processo de Desenvolvimento da Excelência no Atendimento à Diversidade Humana no escopo de nossa Proposta de Valor, mesmo quando nos avisavam, em tom de alerta, que poderíamos nos “queimar” com essa “conversa”, porque isso era, na época e ainda hoje, “coisa de viado”. 
Desde essa época nos apropriamos do slogan “somos todos iguais, isto é: diferentes” de uma Campanha da L’Oreal, linha Coiffeur. De lá para cá muita coisa mudou. 20 anos após nosso “despertar” sobre a questão da Diversidade no Varejo, vejo com orgulho as atenções voltadas para o termo “Inclusão” no Retail’s Big Show 2.019 da NRF - National Retail Federation dos United States of America. Yes! We are inclusive! Direto de New York, New…

PROCURA-SE: Consultor de Varejo

CONSULTOR DE VAREJO (FREELANCER - CNPJ / MEI)

Graduação em Administração e/ou Contábeis e/ou Psicologia, com desejável Especialização em Finanças e Controladoria e/ou Gestão de Pessoas e/ou Marketing; COM ou SEM Experiência em Operação, mas com necessária experiência como Facilitador de Treinamentos Operacionais e Gerenciais.
O Profissional deverá compor o Quadro Societário (Opcional) da integrum Consultoria, sendo co-responsável pelo desenvolvimento dos Treinamentos da sua área de atuação. 
Oferecemos Excelente Ambiente de Trabalho + Honorários + Comissões + Participação nos Lucros.
Empreendedor; Fã / Praticante de Esportes Radicais; Espírito de Aventura e Disponibilidade para viagens de média duração no Norte / Nordeste são diferenciais que completam o Perfil dos Profissionais que buscamos.
Interessados deverão enviar Currículo para sousa.vital@gmail.com e destacar no assunto a área de atuação: CONSULTOR DE VAREJO
Maiores informações com:

Vital Sousa integrum Consultoria +81 9 9851.6174 / 9 …