Pular para o conteúdo principal

Conflitos Mediados em 5 Passos


Para expandir os negócios, empreendedores precisam considerar todas as possibilidades de crescimento empresarial. Pensar em uma sociedade é uma atitude quase natural, afinal, duas (ou mais) cabeças pensam melhor do que uma. Porém, conviver com o sócio é algo que depende de bastante respeito, confiança e comprometimento, uma vez que, mais do que um parceiro profissional, ele precisa ter objetivos alinhados com os seus.

1 - Não confunda relacionamento pessoal com profissional
É claro que ajuda se os sócios forem próximos. Mas, isso não significa que um bom relacionamento se transforme em uma boa sociedade. O relacionamento dentro de um ambiente de trabalho é bem diferente daquele em momentos de lazer. Especialmente quando os resultados esperados não vêm, ou quando a pressão cresce dentro da empresa. Neste cenário, tanto a relação pessoal quanto a profissional podem ficar comprometidas. Lembre-se de que o relacionamento com um sócio vai além das relações pessoais.

2 - Sócios com perfis profissionais complementares
A sociedade ideal é aquela em que cada sócio traz conhecimentos ou recursos que os outros sócios não têm. É preciso que se pense, primeiramente, no que é melhor para a empresa e em quais decisões são favoráveis ao negócio.

3 - Conhecer as limitações do sócio
Em algumas situações, um sócio pode acabar colocando expectativas muito altas sobre o outro, e por consequência, isso pode abalar a relação entre eles. É importante reconhecer que todos nós temos limitações e, nem sempre, conseguimos corresponder ao que é esperado da gente. Acreditar que o futuro do negócio depende exclusivamente do outro sócio é uma armadilha razoavelmente frequente. Independentemente do tipo de negócio, é preciso compreender que o sócio não é super-homem e ele precisa ser respeitado.

4 - Alinhar os objetivos dos sócios
Não só os objetivos entre os sócios precisam estar alinhados, mas também em relação a todos os funcionários da empresa. Por isso, na hora de “escolher” um sócio, analise os objetivos de vida do futuro parceiro profissional. Isso ajuda a definir o perfil de quem pode vir a compartilhar com você o comando da empresa.

5 - Conhecer a capacidade de comunicação do seu sócio
Acima de qualquer coisa, o diálogo precisa ser preservado. Inevitavelmente, os sócios precisam conversar e discutir inúmeras vezes ao dia. O segredo está em saber discutir e discordar de forma respeitosa. Essas são habilidades que precisam ser priorizadas por qualquer sócio, assim como saber ouvir e compreender o ponto de vista do outro.

Está pensando em abrir um negócio em sociedade? Já tem uma sociedade? Então, se o conflito é inevitável, levante a cabeça, adote estes cinco passos e siga em frente!

Ivânia Bezerra
VTL Marketing

Comentários

Os Mais Lidos Da Semana!

Rally M+is - Transamazônica

"Falar é fácil, quero ver fazer!" Partindo de Cabedelo (PB) Quantas vezes você já ouviu esta frase, todas as vezes que você teve uma ideia inovadora; todas as vezes que você pensou em fazer algo, realmente, inovador, diferente? Quantas vezes diante, da descrença das pessoas, você vacilou e desistiu? Nós não desistimos! Amadurecemos nossa ideia até o ponto de ser colhida, até o ponto ideal para ser colocada em prática, até a hora de Agir! Nossa ideia pode até parecer uma completa loucura, uma insensatez, mas foi pensada e planejada nos seus mínimos detalhes: detalhes Bons e Ruins, Ações e Reações, Atitudes e Consequências, Forças e Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, o Que, Onde, Porque, Quem, Como, Quando, Quanto... Planejamento concluído e exaustivamente testado e aprovado chegou a hora da Ação! Sem esquecer que a vida do Empreendedor é (ou, necessariamente, deveria ser) um eterno looping de PDCA: Planejar, Desenvolver, Controlar, Ajustar, Planejar...

FALA Varejista! PodCast.Sem56 - "Marketing de Experiência - Parte 3"

Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax , iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! PodCast Transmissão 56 – “Marketing de Experiência – Parte 3” FALA Varejista! “Existe Marketing de tudo e para tudo porque, como sempre repetimos, tudo é Marketing e Marketing é tudo: simples assim.” Dando continuidade à Série de 5 Semanas falando sobre Marketing de Experiência , nesta terceira transmissão falaremos sobre os 5 Tipos de Experiência . Vamos destacar as características de cada Experiência e contextualizar com um exemplo prático no Ponto de Vendas, para maior clareza da situação. 1. Sentidos Experiências proporcionadas através dos 5 Sentidos , o chamado Marketing Sensorial , são utilizadas desde os primórdios do Varejo. A Experimentação é uma poderosa estratégia de Marketing e Vendas. No Ponto de Vendas, cheirinho de pão fresquinho ou de um cafezi

FALA Varejista! PodCast.Sem54 - "Marketing de Experiência - Parte 1"

Numa Parceria de Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! “Existe Marketing de tudo e para tudo porque, como sempre repetimos, tudo é Marketing e Marketing é tudo: simples assim.” A partir desta transmissão iniciamos a Série de 5 Semanas falando sobre Marketing de Experiência , então sem blá-blá-blá, sem embromation, direto ao ponto, o que é Marketing de Experiência? Certamente vocês já ouviram falar de Marketing Estratégico, Marketing Pessoal, Marketing Político, Marketing de Guerrilha, Marketing Digital, Neuro Marketing, Inbound Marketing, Endo Marketing, VTL Marketing , etc, etc... Misturando tudo isso, passamos pelo Marketing de Relacionamento , para criar um caso de amor com seus Clientes, como dizia Kotler, pelo Marketing Sensorial , para usar todos os sentidos – tato, olfato, visão, audição e paladar – para atrair e reter mais Cl