Pular para o conteúdo principal

Lucro é o grande barato!


- Porque você insiste em vender só o que é barato?

- É o que o povo quer – preço baixo. Ninguém tá podendo não. O povo não tem dinheiro. Nem emprego tem. E o que é barato gira logo, vende muito.

- Mas você só tem cliente com poder aquisitivo baixo na tua loja?

- É o que eu vejo por aqui.

- Mas e o dono do posto de gasolina da esquina? O dono da padaria? O do bar? A dona da loja de presentes? Acho que até você faz compras em outros lugares...

- É verdade. Tem coisas lá pra casa que tenho que comprar fora...

- Isso se chama sortimento – você tem que procurar saber o que teus clientes e possíveis clientes precisam e querem. Ver o que você poderia oferecer aqui, pra que eles não precisem ir a outro canto.

- E eu sou adivinho agora?

- Não. Tem que fazer pesquisa. Perguntar a eles. Trazer essa gente pra perto e dizer que está aqui pra servi-los, envolve-los num projeto de expansão de ajuste de sortimento, dizer que essa é a loja de vizinhança “deles” e que comprar aqui será uma boa experiência.

- Eles até procuram por umas coisas caras, que eu não vendo aqui. São tudo metido a rico.

- Se eles procuram é porque querem comprar. E se você tiver sempre esses itens com preço competitivo, eles vão comprar aqui. Você tá é perdendo oportunidades e não tá se dando conta disso.

- Mas eu não posso compra uma caixa de whisky 12 anos e outras coisas caras e ficar aqui esperando eles virem aqui comprar. Assim eu quebro.

- Claro que não. Tem que chamar aqui os fornecedores e fazer um acordo de reposição ajustada, comodato e outras parcerias que te permitam aumentar o mix de acordo com o sortimento do público alvo. Depois tem que divulgar – abrir alguns canais de comunicação pra que eles saibam e se lembrem de que você tem o que eles querem. Claro que você não se pode deixar de vender o que já vende, pra não perder os clientes que já tem. Mas tem que buscar mais clientes, aumentar o ticket de venda, diluir os custos e aumentar a rentabilidade, o lucro.

- Taí uma coisa que tenho saudade – lucro.

- Se continuar assim, não vai ver lucro tão cedo. Eu li que em 2015 a Apple vendeu 18,3% dos smartphones do mercado mundial e embolsou 92% de todo o lucro desse segmento. Isso mostra que tem muita gente comprando iPhone e pagando o preço que acredita que ele vale. Gente assim, tá por toda sua vizinhança. Abra o olho. Arregaça as mangas e vai à luta.

- O que você quer dizer com isso?

- Quero te dizer que tem público próximo de você que tem que ser atraído pra tua loja com produtos que eles compram por aí e que tem produtos que deixam boas margens. Se você conseguir juntar a fome com a vontade de comer, vai ter um bom resultado. Pense nisso, monte um plano, chame seus fornecedores e veja se consegue viabilizar esse projeto.

- Tô entendendo. Acho que estou muito acomodado mesmo. Preciso ser mais proativo. Diz aí por onde começamos?

- Começamos?

- É meu Consultor! Deu o mote...


Mauro Ramos
Consultor Organizacional

Os Mais Lidos Da Semana!

FLASH 4.0 - Consultoria Relâmpago

  FLASH 4.0 - Consultoria Relâmpago para deixar a sua Loja pronta para o Novo Normal, com Qualidade, Rentabilidade e Efetividade Operacional. Se você está lendo esta postagem, seguramente compartilhamos da mesma paixão pelo Varejo. Agora, gostaria da sua avaliação para este novo modelo de Consultoria que economiza tempo e dinheiro. Estou falando de uma Auditoria de Qualidade , com o objetivo de Qualificar a(s) sua(s) loja(s) para entregar Excelência no Atendimento à Diversidade de Clientes no Ponto de Vendas . A Auditoria tem 4 Módulos , que, livremente, poderão ser contratados, para atender as suas reais necessidades.   Direto ao ponto, porque tempo é dinheiro, me coloco a sua disposição para esclarecer qualquer dúvida sobre a Proposta, para entregarmos, com segurança, um Serviço de Valor e Qualidade Diferencial , compatível com o caráter e a cultura de nossas Empres O Flash 4.0 é uma Auditoria de Qualidade ; uma “tomografia” do Ponto de Vendas para corrigir defeitos e qual

FALA Varejista! PodCast.Sem56 - "Marketing de Experiência - Parte 3"

Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax , iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! PodCast Transmissão 56 – “Marketing de Experiência – Parte 3” FALA Varejista! “Existe Marketing de tudo e para tudo porque, como sempre repetimos, tudo é Marketing e Marketing é tudo: simples assim.” Dando continuidade à Série de 5 Semanas falando sobre Marketing de Experiência , nesta terceira transmissão falaremos sobre os 5 Tipos de Experiência . Vamos destacar as características de cada Experiência e contextualizar com um exemplo prático no Ponto de Vendas, para maior clareza da situação. 1. Sentidos Experiências proporcionadas através dos 5 Sentidos , o chamado Marketing Sensorial , são utilizadas desde os primórdios do Varejo. A Experimentação é uma poderosa estratégia de Marketing e Vendas. No Ponto de Vendas, cheirinho de pão fresquinho ou de um cafezi

Rally M+is - Transamazônica

"Falar é fácil, quero ver fazer!" Partindo de Cabedelo (PB) Quantas vezes você já ouviu esta frase, todas as vezes que você teve uma ideia inovadora; todas as vezes que você pensou em fazer algo, realmente, inovador, diferente? Quantas vezes diante, da descrença das pessoas, você vacilou e desistiu? Nós não desistimos! Amadurecemos nossa ideia até o ponto de ser colhida, até o ponto ideal para ser colocada em prática, até a hora de Agir! Nossa ideia pode até parecer uma completa loucura, uma insensatez, mas foi pensada e planejada nos seus mínimos detalhes: detalhes Bons e Ruins, Ações e Reações, Atitudes e Consequências, Forças e Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, o Que, Onde, Porque, Quem, Como, Quando, Quanto... Planejamento concluído e exaustivamente testado e aprovado chegou a hora da Ação! Sem esquecer que a vida do Empreendedor é (ou, necessariamente, deveria ser) um eterno looping de PDCA: Planejar, Desenvolver, Controlar, Ajustar, Planejar...