Pular para o conteúdo principal

Ideia Compartilhada


Vivemos tempos difíceis, vivemos uma crise com prognóstico de ser maior que a crise da “grande depressão”, na década de 30. Prognóstico, aliás, feito por quem, neste momento, está responsável pelo leme da economia no Brasil, o Ministro Henrique Meirelles.

Da crise de 30 eu não lembro, não vivi, mas lembro de muitas outras, a partir de 64, nas décadas de 70, 80, 90 e mais recentemente da “marolinha” de 2.008 na qual continuamos “surfando” para baixo. Neste momento, os únicos índices positivos são de indicadores negativos como inflação, desemprego, inadimplência, etc. Mas não quero falar de crise, já tem muita gente falando sobre isso, quero falar de uma ideia, quero compartilhar uma ideia de sucesso: o Associativismo. Mais precisamente de um slogan que diz: “a união faz a força”.

Quero compartilhar essa ideia no momento em que uma pesquisa realizada pela Nielsen revela que 48% do crescimento do Setor Supermercadista em 2.015 é de responsabilidade do Varejo de Vizinhança ou Varejo de Proximidade. Quero fazer um parênteses para lembrar que – para sobreviver às grandes Redes Multinacionais - boa parte desse Varejo compõe hoje as Redes Associativas e/ou Centrais de Negócios espalhadas pelo Brasil, no Setor Supermercadista e outros Setores como Construção, Papelaria, Farmácias e Pet Shops.

Minha vivência com Redes Associativas do Varejo Alimentar me faz preferir outro slogan: “juntos cada um vale mais”, porque inicia a resposta a uma pergunta que todo associado faz: “o que eu ganho com isso?” Acredito que responder a essa pergunta éa maior força e de mobilização e união – para compartilhar uma ideia- que possa existir. Então entre um slogan e outro – pela força do consenso, tão importante para as Associações – fico com os dois: “a união faz a força porque juntos cada um vale mais”.

Além de esclarecer os ganhos de cada associado os gestores devem ter em mente que para manter a mobilização em alta, é preciso compartilhar a ideia, da valorização de todos pela união, e a Liderança, caso contrário a iniciativa vai encalhar na gôndola. A Liderança compartilhada deverá oferecer uma visão de futuro que atenda os anseios dos associados de forma transparente e isenta.

A Transparência deverá ser alcançada através de uma Estrutura Organizacional onde a opinião de todos é escutada e compreendida e as decisões são legitimadas pela maioria em assembleia. Para além da Assembleia Instrumentos de Constituição e Gestão – Estatuto, Código de Ética, Regimento Interno – devem definir claramente as relações entre os associados e o Mercado, para garantir a Isenção na tomada de decisão da Diretoria. Esta, por sua vez, além da legitimidade, precisa ter Competência. Se não houver um associado habilitado para ser o Gestor, a contratação de um terceirizado não deve ser descartada, pelo contrário, deve ser incentivada.

Mas nem toda Liderança, Transparência, Isenção e Competência, capazes de mobilizar, podem manter a união por muito tempo. Para isso acontecer pe preciso de Resultados. O foco em resultados deve estar presente desde a criação da associação e deve estar voltado a responder a pergunta chave: o que eu ganho com isso?

Desta forma, podemos afirmar que a fórmula do sucesso para Compartilhar uma Ideia pode ser sintetizada da seguinte forma: (Liderança + Transparência + Isenção + Competência + Resultados) = Todos juntos no mesmo barco, remando na mesma direção, porque “a união faz a força e juntos cada um vale mais”.

Cumpridas essas premissas, qualquer associação, em tese, estará pronta para focar suas forças no seu “Core Business”, sua Razão de Ser. Neste sentido, deverá buscar o desenvolvimento do associativismo, criar condições favoráveis à modernização e crescimento dos pontos de vendas associados, convergindo esforços no cumprimento de sua Missão, tendo como pilares de sua Estratégia de Mercado: Padronização Operacional dos Pontos de Vendas, Central de Compras e Desenvolvimento Humano, com a finalidade de preparar seus associados e colaboradores para serem eficazes num mercado de extrema competitividade.

Diante do exposto, podemos propor uma Missão genérica para todos os interessados em criar e/ou desenvolver uma Associação, seja ela de que segmento for:

“Atender as crescentes expectativas de seus clientes, através da qualidade dos produtos, da prestação de serviços, da excelência no atendimento e do melhor preço, garantindo sua satisfação.”

Assim estarão colocando em prática o slogan combinado que sugeri: “a união faz a força e juntos cada um vale mais”.



Vital Sousa
integrum Consultoria





Os Mais Lidos Da Semana!

10 Perguntas Demolidoras (AP-InCo)

Ter uma Excelente ideia não basta. É preciso saber vender o seu peixe, a qualquer momento que seja preciso. Todo Empreendedor tem a obrigação de conhecer o seu Negócio nos mínimos detalhes. Isso é importante para Vender a ideia e para a gestão do negócio. Todo Empreendedor tem a obrigação de responder, e responder certo, estas 10 perguntas sobreo seu Negócio.
A Young Entrepreneur Council fez uma lista com 10 questões que todos os investidores querem saber do dono de um negócio.
Encarar um grupo de investidores é uma tarefa que exige muita preparação do empreendedor. Se ele quiser conquistar aquele aporte ou investimento para sua startup ou empresa, terá de responder com segurança a todas as dúvidas de seus inquisidores.
Não são perguntas fáceis. Qualquer deslize na explicação do negócio ou desconhecimento de algum detalhe da operação pode custar o tão sonhado capital. Para ajudar os empresários nesse momento de tensão, os diretores do Young Entrepreneur Council, uma associação mundial de…

Rally M+is - Transnordestina

O Rally
O Rally M+is em sua IV Edição – Rally M+is – Transnordestina – estará focando suas expertises no Varejo Alimentar: origem da proposta de trabalho da integrum Consultoria. Suas atividades estarão focadas no desenvolvimento / ampliação do relacionamento dentro da Cadeia de Suprimento e Qualificação de Operadores e Varejistas.
O que eu ganho com isso?
De início, a resposta à pergunta que, acreditamos, surgirá no momento inicial de nossa apresentação: do Consumidor à Indústria, os Benefícios Sistêmicos da maior Interação da Cadeia de Suprimento do Varejo Alimentar.
- Consumidores: MELHOR Atendimento, Preço, Qualidade, Variedade e Conforto; - Varejistas: MAIS Qualificação, Vendas, Gestão e Rentabilidade; - Transportadoras: MAIS Embarques, Precisão, Rapidez, Pontualidade e Eficiência; - Distribuidores: MAIS Mix, Giro, Clientes, Rentabilidade e Liquidez; - Indústrias: MAIS Vendas, Previsibilidade e Rentabilidade!
O Roteiro
O Percurso do Rally M+is – Transnordestina é um retorno às origens: queremos…

De Volta ao Futuro! (AP II)

O Reveillon é um momento de luzes e cores: o branco da paz; o amarelo da prosperidade; o azul da harmonia; o verde da saúde; o laranja da vitalidade - esta deveria ser  a minha cor favorita; o vermelho da paixão... Um verdadeiro arco-íris de desejos e felicitações para um ano que se inicia, iluminado pelas luzes dos fogos de artifício e ao som do hit do dia: Vai Malandra!
No meio dessas "ondas" uma foto em preto e branco grita aos quatro ventos e aos quatro cantos da world wide web. Através de um post transversal nas redes sociais, alguém publica uma foto do fotógrafo Lucas Landau, que me conecta, imediatamente, com os versos de um hai kai...
"Pinto meu rosto Para me ver exposto, Sonhar em cores."
... Que, para mim, traduzem o "grito" do menino à beira mar com os olhos refletindo os fogos de artifício. Meu primeiro ímpeto é perguntar, como se ele me escutasse, "Você tem fome de que?"; "Você tem sede de que?" Porque você dá as costas à todas…