Pular para o conteúdo principal

Quixotes



“Triunfam aqueles que sabem
quando lutar e quando esperar.”
[Sun Tzu]


- Devemos escolher nossas lutas, por uma batalha, nos quedarmos vencidos, enquanto reorganizamos nossas forças para uma nova carga?

- Sim, sim... Dez mil vezes sim!

A única luta da qual não podemos e não devemos fugir, é a luta contra nós mesmos: contra o Golias que há em cada um de nós, escondido atrás das desculpas, dos eufemismos, dos paradigmas, das falsas percepções e convicções. Das armadilhas que construímos para justificar nossa impotência diante dos obstáculos. Nosso “batismo de fogo” sempre será, independente de que momento nas nossas vidas: infância, juventude, maturidade, contra a ignorância do Golias que habita em nós. A exata percepção de quem somos, nossa autocrítica realista, nos dará a exata medida para avaliarmos quem estará ao nosso lado em todas as lutas e permitirá que não sejamos eleitos, apenas, por sabermos manejar uma “funda”.

- Sim, devemos escolher as nossas lutas, nossas armas e nossos “Sanchos”: nossa consciência. Consciência, não no sentido da separação moral do que é certo ou errado, não no sentido do conjunto de valores que definem nossos julgamentos, ações ou intenções, mas no sentido de estar desperto, em pleno domínio da caracterização precisa, do pensamento lógico e do comportamento coerente. O despertar de todos os sentidos e da ignorância de nossas falsas percepções nos colocam além dos nossos “moinhos de vento”;

- Sim, devemos escolher as nossas lutas, nossos campos de batalha, nossos inimigos: nossa “caravana” deve seguir além das matilhas. Não há uma única razão aceitável para nos determos e escutar a turba ladina que de um lado vocifera provocações e de outro tece uma rede de falsos elogios. Despertar. Mirar os olhos no horizonte e seguir em frente! Buscar a nossa Visão: nossa “Dulcinéia”;

- Sim, devemos escolher nossas lutas, a hora de lutar e, principalmente, quem somos e seremos depois das batalhas. Não importa quanto tempo durar o nosso despertar; não importa como somos percebidos pelos nossos inimigos; não importa o resultado de nossas escolhas: devemos somá-las à nossa formação. O “Eu Desperto” não é uma soma de erros e derrotas, mas de aprendizados;

- Sim, devemos escolher todas as nossas lutas, por todos os sins, por todos os nãos, por sabermos que não somos “cavalheiros errantes”: conhecemos nosso caminho; nossos objetivos e, acima de todas as lutas, quem somos. Assim, venceremos dez mil batalhas.

“Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.”
[Sun Tzu]



[Sousa, Vital. Empreendimento Sem Fim. Recife, 2015] 

Os Mais Lidos Da Semana!

O Fator "Stoic Mujic"

“Enquanto se descansa, se carrega pedras”: este provérbio português é o tipo de frase feita que não sai da boca de um grupo de pessoas, entre as quais me incluo: os obstinados pelo que fazem, pelo trabalho. Estas pessoas são do tipo que nunca “desligam”. Não importa onde estejam, o que estejam fazendo; eles estão sempre “ligados”.
Numa sessão de vídeo caseira, com pipoca e guaraná, não seria diferente. Na última, vimos o filme “A Ponte dos Espiões”. “Bridge of Spies” em Inglês. Embora eu prefira, por razões que o leitor poderá ver no filme, o título em Alemão: “Der Unterhändler” que em língua tupiniquim que dizer “O Negociador”. É um excelente filme para ser usado em treinamentos sobre Negociação, com certeza usarei, mas o que mais me chamou a atenção foi a definição dada ao protagonista, interpretado por Tom Hanks. Um advogado bem sucedido de uma Empresa de Seguros. Vamos à uma breve sinopse do filme e voltamos para tratar do que interesse neste artigo, isto é: o "Fator Stoic M…

Varejo & Diversidade & Inclusão

“Falar de Diversidade não é sobre ‘coisas de viado’, é sobre ‘ser’ humano; reconhecer que ‘somos todos iguais, isto é: diferentes’.” 
Desde 1.999, na virada do milênio, trabalhamos com o conceito de Diversidade no Varejo. A partir de 2.007, com a fundação da integrum Consultoria, introduzimos o Processo de Desenvolvimento da Excelência no Atendimento à Diversidade Humana no escopo de nossa Proposta de Valor, mesmo quando nos avisavam, em tom de alerta, que poderíamos nos “queimar” com essa “conversa”, porque isso era, na época e ainda hoje, “coisa de viado”. 
Desde essa época nos apropriamos do slogan “somos todos iguais, isto é: diferentes” de uma Campanha da L’Oreal, linha Coiffeur. De lá para cá muita coisa mudou. 20 anos após nosso “despertar” sobre a questão da Diversidade no Varejo, vejo com orgulho as atenções voltadas para o termo “Inclusão” no Retail’s Big Show 2.019 da NRF - National Retail Federation dos United States of America. Yes! We are inclusive! Direto de New York, New…

PROCURA-SE: Consultor de Varejo

CONSULTOR DE VAREJO (FREELANCER - CNPJ / MEI)

Graduação em Administração e/ou Contábeis e/ou Psicologia, com desejável Especialização em Finanças e Controladoria e/ou Gestão de Pessoas e/ou Marketing; COM ou SEM Experiência em Operação, mas com necessária experiência como Facilitador de Treinamentos Operacionais e Gerenciais.
O Profissional deverá compor o Quadro Societário (Opcional) da integrum Consultoria, sendo co-responsável pelo desenvolvimento dos Treinamentos da sua área de atuação. 
Oferecemos Excelente Ambiente de Trabalho + Honorários + Comissões + Participação nos Lucros.
Empreendedor; Fã / Praticante de Esportes Radicais; Espírito de Aventura e Disponibilidade para viagens de média duração no Norte / Nordeste são diferenciais que completam o Perfil dos Profissionais que buscamos.
Interessados deverão enviar Currículo para sousa.vital@gmail.com e destacar no assunto a área de atuação: CONSULTOR DE VAREJO
Maiores informações com:

Vital Sousa integrum Consultoria +81 9 9851.6174 / 9 …