Pular para o conteúdo principal

Quixotes



“Triunfam aqueles que sabem
quando lutar e quando esperar.”
[Sun Tzu]


- Devemos escolher nossas lutas, por uma batalha, nos quedarmos vencidos, enquanto reorganizamos nossas forças para uma nova carga?

- Sim, sim... Dez mil vezes sim!

A única luta da qual não podemos e não devemos fugir, é a luta contra nós mesmos: contra o Golias que há em cada um de nós, escondido atrás das desculpas, dos eufemismos, dos paradigmas, das falsas percepções e convicções. Das armadilhas que construímos para justificar nossa impotência diante dos obstáculos. Nosso “batismo de fogo” sempre será, independente de que momento nas nossas vidas: infância, juventude, maturidade, contra a ignorância do Golias que habita em nós. A exata percepção de quem somos, nossa autocrítica realista, nos dará a exata medida para avaliarmos quem estará ao nosso lado em todas as lutas e permitirá que não sejamos eleitos, apenas, por sabermos manejar uma “funda”.

- Sim, devemos escolher as nossas lutas, nossas armas e nossos “Sanchos”: nossa consciência. Consciência, não no sentido da separação moral do que é certo ou errado, não no sentido do conjunto de valores que definem nossos julgamentos, ações ou intenções, mas no sentido de estar desperto, em pleno domínio da caracterização precisa, do pensamento lógico e do comportamento coerente. O despertar de todos os sentidos e da ignorância de nossas falsas percepções nos colocam além dos nossos “moinhos de vento”;

- Sim, devemos escolher as nossas lutas, nossos campos de batalha, nossos inimigos: nossa “caravana” deve seguir além das matilhas. Não há uma única razão aceitável para nos determos e escutar a turba ladina que de um lado vocifera provocações e de outro tece uma rede de falsos elogios. Despertar. Mirar os olhos no horizonte e seguir em frente! Buscar a nossa Visão: nossa “Dulcinéia”;

- Sim, devemos escolher nossas lutas, a hora de lutar e, principalmente, quem somos e seremos depois das batalhas. Não importa quanto tempo durar o nosso despertar; não importa como somos percebidos pelos nossos inimigos; não importa o resultado de nossas escolhas: devemos somá-las à nossa formação. O “Eu Desperto” não é uma soma de erros e derrotas, mas de aprendizados;

- Sim, devemos escolher todas as nossas lutas, por todos os sins, por todos os nãos, por sabermos que não somos “cavalheiros errantes”: conhecemos nosso caminho; nossos objetivos e, acima de todas as lutas, quem somos. Assim, venceremos dez mil batalhas.

“Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.”
[Sun Tzu]



[Sousa, Vital. Empreendimento Sem Fim. Recife, 2015] 

Os Mais Lidos Da Semana!

Rally M+is - Transnordestina

O Rally
O Rally M+is em sua IV Edição – Rally M+is – Transnordestina – estará focando suas expertises no Varejo Alimentar: origem da proposta de trabalho da integrum Consultoria. Suas atividades estarão focadas no desenvolvimento / ampliação do relacionamento dentro da Cadeia de Suprimento e Qualificação de Operadores e Varejistas.
O que eu ganho com isso?
De início, a resposta à pergunta que, acreditamos, surgirá no momento inicial de nossa apresentação: do Consumidor à Indústria, os Benefícios Sistêmicos da maior Interação da Cadeia de Suprimento do Varejo Alimentar.
- Consumidores: MELHOR Atendimento, Preço, Qualidade, Variedade e Conforto; - Varejistas: MAIS Qualificação, Vendas, Gestão e Rentabilidade; - Transportadoras: MAIS Embarques, Precisão, Rapidez, Pontualidade e Eficiência; - Distribuidores: MAIS Mix, Giro, Clientes, Rentabilidade e Liquidez; - Indústrias: MAIS Vendas, Previsibilidade e Rentabilidade!
O Roteiro
O Percurso do Rally M+is – Transnordestina é um retorno às origens: queremos…

10 Perguntas Demolidoras (AP-InCo)

Ter uma Excelente ideia não basta. É preciso saber vender o seu peixe, a qualquer momento que seja preciso. Todo Empreendedor tem a obrigação de conhecer o seu Negócio nos mínimos detalhes. Isso é importante para Vender a ideia e para a gestão do negócio. Todo Empreendedor tem a obrigação de responder, e responder certo, estas 10 perguntas sobreo seu Negócio.
A Young Entrepreneur Council fez uma lista com 10 questões que todos os investidores querem saber do dono de um negócio.
Encarar um grupo de investidores é uma tarefa que exige muita preparação do empreendedor. Se ele quiser conquistar aquele aporte ou investimento para sua startup ou empresa, terá de responder com segurança a todas as dúvidas de seus inquisidores.
Não são perguntas fáceis. Qualquer deslize na explicação do negócio ou desconhecimento de algum detalhe da operação pode custar o tão sonhado capital. Para ajudar os empresários nesse momento de tensão, os diretores do Young Entrepreneur Council, uma associação mundial de…

De Volta ao Futuro! (AP II)

O Reveillon é um momento de luzes e cores: o branco da paz; o amarelo da prosperidade; o azul da harmonia; o verde da saúde; o laranja da vitalidade - esta deveria ser  a minha cor favorita; o vermelho da paixão... Um verdadeiro arco-íris de desejos e felicitações para um ano que se inicia, iluminado pelas luzes dos fogos de artifício e ao som do hit do dia: Vai Malandra!
No meio dessas "ondas" uma foto em preto e branco grita aos quatro ventos e aos quatro cantos da world wide web. Através de um post transversal nas redes sociais, alguém publica uma foto do fotógrafo Lucas Landau, que me conecta, imediatamente, com os versos de um hai kai...
"Pinto meu rosto Para me ver exposto, Sonhar em cores."
... Que, para mim, traduzem o "grito" do menino à beira mar com os olhos refletindo os fogos de artifício. Meu primeiro ímpeto é perguntar, como se ele me escutasse, "Você tem fome de que?"; "Você tem sede de que?" Porque você dá as costas à todas…