Pular para o conteúdo principal

As Tulipas


“Todos os pensamentos inteligentes
já foram pensados: é preciso, apenas,
tentar repensá-los.”
[Johann Goethe]


Por volta dos 08 anos, iniciei, como aprendiz, minha vida profissional. Na época, acompanhava meu pai, alfaiate de profissão, que naquele momento trabalhava como cortador em uma indústria de confecções - roupas de carregação como dizia ele.
  
Algumas peças de tecidos traziam pequenos encartes onde se lia citações diversas de grandes pensadores e minha diversão era colecioná-las. Daí nasceu minha paixão pela leitura e a minha fixação por citações. Citações que encabeçarão todos os Capítulos deste livro, para levar o leitor à uma viagem instantânea do que me move nessa Jornada.

Enquanto formava minha coleção, não fazia a menor ideia de quem eram os nomes que apareciam após as últimas aspas de cada frase. Minha curiosidade me levou á biblioteca da Escola onde iniciei meus estudos nas Ciências Humanas, ou melhor dizendo, meus estudos sobre a humanidade.

Meu interesse não eram os livros infantis e essa atitude estranha para uma criança por volta de 10 anos me rendeu um presente do Bibliotecário e Professor de História. O livro “Belfagor, O Arquidiabo”, um conto de Maquiavel, que narra as desventuras de Belfagor, um pobre diabo que é mandado à terra para, como humano, verificar o que é o casamento, assumindo para isso a personalidade de Dom Rodrigo de Castela. Isto após constatarem, no inferno, que a maioria dos que ali chegavam eram homens que foram casados.
Minha atitude, na verdade, era resultante de um mal entendido: quando perguntei ao Bibliotecário que livros eu poderia ler na estante dos Grandes Pensadores, ele, receoso pelos danos que eu poderia causar aos livros, me respondeu:

- Leia os mais antigos.

E foi assim que comecei a ler Voltaire, Sócrates, Rousseau, Sartre, entre outros, desenvolvendo uma predileção pela biografia desses grandes pensadores. Nesses livros identifiquei a origem de algumas citações de minha coleção. Maquiavel, seus Príncipes e Demônios passaram então a habitar os meus pensamentos por um bom tempo.

Claro que minha fixação pelas citações transformou-se em paixão pelos livros, pela leitura e pelo conhecimento. Com o tempo, desenvolvi um processo de absorção das citações que começa pela leitura das mesmas, passa pela pesquisa sobre a vida do autor e finalmente pelo aprendizado do conhecimento contido em cada frase. Para mim, no contexto desta narrativa, elas funcionam como as Tulipas em uma Planilha de Rally.

Uma das mais recentes citações que aprendi tem tudo a ver com o meu trabalho e com o projeto de transformar 50 anos em 05. Desta vez, não foi num encarte de peça de tecido ou numa biblioteca, mas no que costumo chamar de a “grande fonte do saber”: a internet. Mais precisamente numa Rede Social. Precisamente a citação estava em um texto sobre Redes Sociais. Não as Redes como Facebook, LinkedIn, Twitter entre outras, mas as verdadeiras Redes Sociais. Neste momento, eu aprofundava meus conhecimentos sobre Cooperativismo, Economia Solidária, Empreendedorismo Social, Pensamento Sistêmico e Redes Sociais.

Finalmente descobri que minha estranha loucura fazia sentido. O que empiricamente abstrai como Modelo de Gestão para a integrum Consultoria e como Arranjo Econômico para o i2 – instituo integrum, estava largamente respaldado pela teoria da Autopoiese: característica de um sistema de se autodefinir, autoconstrução e frequentemente se renovar a partir dessas duas primeiras ações. Ou seja: existe autonomia no estabelecimento de duas constituintes básicas de um sistema: estrutura e organização.

Concluirei o Capítulo com uma citação e uma recomendação. A citação será a única nessa posição, fechando um Capítulo, face ao seu alinhamento com todo o conteúdo do livro, o que a faz de um Prefácio para toda a obra.

Recomendo que, a cada citação, o leitor pesquise sobre o autor, sobre o contexto e a origem da mesma e, finalmente, abstraia para si o conhecimento do que é real e do que é ilusão.


“A aprendizagem é um processo que ocorre no viver, porém que não consiste em captar o mundo como a palavra aprender sugere. O fenômeno de aprender é mudar com o mundo... e essa mudança aparece como uma mudança de comportamento...” 
[Humberto Maturana]


[Sousa, Vital. Empreendimento Sem Fim. Recife, 2015] 

Os Mais Lidos Da Semana!

O Fator "Stoic Mujic"

Há um conselho que escuto e sigo, há pelo menos 10 anos, para reafirmar minha Determinação. Conselho, de um certo "Anjo João", que ecoa em minha mente, sempre que alguma dificuldade surge no horizonte: "Levanta a cabeça e segue em frente"... - Valeu João!!! “Enquanto se descansa, se carrega pedras”: este provérbio português é o tipo de frase feita que não sai da boca de um grupo de pessoas, entre as quais me incluo: os obstinados pelo que fazem, pelo trabalho. Estas pessoas são do tipo que nunca “desligam”. Não importa onde estejam, o que estejam fazendo; eles estão sempre “ligados”. Numa sessão de vídeo caseira, com pipoca e guaraná, não seria diferente. Na última, da qual participei, vimos o filme “A Ponte dos Espiões” . “Bridge of Spies” em Inglês. Embora eu prefira, por razões que o leitor poderá ver no filme, o título em Alemão: “Der Unterhändler” que em língua tupiniquim que dizer “O Negociador”. É um excelente filme para ser usado em treinamentos sobre Nego

Resiliência

Considero a Prospecção uma das atividades mais ricas e prazerosas dentro do Processo de Vendas de Serviços de Consultoria e Desenvolvimento Humano. É um momento de intenso aprendizado, em função das situações às quais somos expostos, que exige o pleno exercício de nossos conhecimentos e habilidades de negociação.  Contornar as mais diversas objeções e transformá-las em argumentos para fechamento da venda, tem sido o exercício mais praticado em todos os níveis do Processo de Vendas. Temos que contornar objeções dos gestores de Recursos Humanos das empresas, dos Empresários e finalmente das pessoas indicadas para participarem de determinado treinamento. Nem sempre é possível contar com o um Levantamento de Necessidades de Treinamento – LNT : normalmente aplicamos a técnica do Cliente Oculto para avaliar o nível de atualização e profundidade da capacitação do pessoal de Frente de Loja e Retaguarda. A mais frequente objeção tem sido o fato de existir a realização recente de tre

FALA Varejista! PodCast.Sem59 - "Abismo Tecnológico - Parte 1"

Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! “Não invista em Transformação Digital se a sua Mentalidade é Analógica” Nunca tantos falaram tanto sobre Transformação Digital , mas, “esses tantos”, continuam confundindo Marketing com Propaganda; Rentabilidade com Lucratividade; Redes Sociais com Marketing Digital e Planejamento com “perda de tempo”... No passo do elefantinho, o que deveria, realmente, ser transformado; reorganizado e ressignificado continua ancorado em Crenças Limitantes e Processos Ultrapassados: estou falando da Mentalidade do Empreendedor : se não de todos, pelo menos, de boa parcela deles. Antes de promover a tão valorizada Transformação Digital , é preciso promover urgentes mudanças na Mentalidade dos Empreendedores; na forma como pensam e sentem o seu mundo e seus negócios; transformar a Men