Pular para o conteúdo principal

Liderança Situacional Sistêmica


Todos querem Comprometimento, todos querem Engajamento, todos querem colaboradores Motivados, todos querem Equipes de Alto Rendimento... Mas, quanto se preocupam, verdadeiramente, com as Condições de Trabalho, com o Clima Organizacional, com as Pessoas Certas nos Lugares Certos, com Pessoas que pensam em Pessoas? Acredito que os Resultados tenham a prioridade nesta lista de situações. Resultados como Objetivo e não como Consequência de um trabalho bem feito. Resultado pelo Resultado: simples assim.

Não sou contra os Resultados, nem os que o buscam determinadamente, afinal eu estou entre eles. O Lucro não é um "Pecado". Mas, lembrando um lugar comum, o único lugar em que o Resultado vem antes do Trabalho é no Dicionário.

Se você quer Comprometimento, Engajamento, Motivação e uma Equipe de Alto Rendimento, "fora da curva", aprenda a Liderar. Aprenda a conviver com a Liderança Situacional Sistêmica.


"Com talento, ganhamos partidas. Com "trabalho de equipe", paixão 
e inteligência, ganhamos campeonatos." 
[Michael Jordan]



Se você quer uma equipe de Alto Rendimento, prepare-se para lidar com a energia de pessoas inquietas e para ser muito exigido. Este é o ponto de convergência com a lista de "Desejos" que encabeça este artigo. O seu Aprendizado em Liderança Situacional Sistêmica deverá, necessariamente, estar focado em três passos:

Conhecer; Despertar; Ativar...

1 - Conhecer a equipe e promover o autoconhecimento de cada "elo da corrente" é, essencialmente, o primeiro passo para estabelecer um objetivo bem definido: as pessoas certas nos lugares certos. Uma meta que as pessoas considerem uma missão grandiosa. Equipes de Alta Performance adoram causas para defender;

2 - Despertar cada membro da Equipe para a consciência de que além das suas competências e das qualidades comuns aos bons times, como complementariedade, entrosamento e confiança é preciso gostar de desafios; fazer o melhor sempre - "o que precisa ser feito, precisa ser muito bem feito"; pensar em 3-D: Diariamente, Demonstrável e Diferente;


3 - Ativar as competências de Liderança Situacional Sistêmica que inspiram a Equipe. Líder que desenvolve Líderes que além de defenderem a causa e gostarem do desafio, transpirem uma "insatisfação pessoal permanente". Líderes de Atitude, de Ação, que saibam, por melhores que sejam os resultados, que podem fazer melhor, a começar por seu próprio desempenho.

Pressupondo que o primeiro passo foi dado com segurança, chamo a atenção para o segundo passo: Despertar, isso, Despertar, não Motivar. Motivação é externa e para transformar pessoas comuns em Líderes é preciso Despertar o que as fazem "fora da curva". Mobilizá-las em direção ao objetivo maior, neste momento já integrado ao seu DNA.

Para concluir, deixo um teste, um desafio para os que pretendem aprender a Liderar, os que pretendem enveredar pelos caminhos da Liderança Situacional Sistêmica. As imagens que ilustram este artigo, são um excelente exemplo de Mobilização; dos três passos que levam ao Resultado: Conhecer, Despertar, Ativar; da verdadeira essência da Liderança, como bem nos lembra Abraham Lincoln nesta célebre citação... 

"A maior habilidade de um líder é desenvolver habilidades 
extraordinárias em pessoas comuns."

Analise as fotos e encontre o seu caminho: dê o primeiro passo. Se precisar de ajuda, entre em contato: teremos prazer em servir!


Vital Sousa
integrum Consultoria

Os Mais Lidos Da Semana!

Motivação x Entusiasmo

"Nada de grandioso chegou, algum dia, a ser alcançado sem entusiasmo.” [Ralph Waldo Emerson] Mais um Work Shop, mais uma Palestra e a velha questão vem à tona: motivação. O que percebo, é que a grande maioria das pessoas está olhando, diariamente, para os céus à espera de instruções para seguir em frente. Há um verdadeiro eclipse do pensamento. As pessoas simplesmente desistiram de pensar e desta forma se sentem inteiramente perdidas, limitadas a garantir suas subsistências. Por outro lado, sempre que ouço uma solicitação de algum trabalho voltado à motivação do pessoal, fico com as orelhas em pé: quais as verdadeiras razões para a demanda? Há um real desejo de desenvolvimento das pessoas pelas pessoas ou trata-se apenas de uma demanda por mais produtividade? Mas esta é outra história. Inicialmente, vamos entender a diferença entre ‘motivação’ e entusiasmo (automotivação). Conforme sempre falo, a diferença entre motivação e entusiasmo fica explicitada em u

Arista - Até o Fim do Mundo

"Arista - Até o Fim do Mundo" é um Romance-Ficção Científica-Aventura; é, também, uma inquietante tentativa de responder as perguntas sobre as origens do que escrevo: as lembranças que afloram em minha mente e eu não sei precisar se são, realmente, lembranças ou sonhos ou delírios.  "Se os "nomes" ou "fatos", descritos, te fizerem lembrar de um lugar, uma pessoa, uma situação; se você experimentar uma sensação de déjà vu... Tenha certeza: você pode não ser a pessoa que pensa que é... Então, não perca tempo: deixe tudo que estiver fazendo e venha para Colina, Comuna de Sinnamary, Guiana Francesa, para iniciar a busca da sua verdadeira história... Procure-me no Hotel Concorde, Apto 201... Acredito ser Carlos Eduardo Romero" 100,0% dos Royalties deste Produto será destinado às Ações Sociais do i2: instituto integrum que atua na Formação e Qualificação de Operadores e Empreendedores Varejistas e na Promoção da Acessibilidade no Varejo de Produtos e

Bodega High Tech - 01 para 01

Longe se vai os dias de inauguração (1.916) da primeira loja de Auto-Serviço no mundo: a Piggly Wiggly . Mais "recentemente" (1.930) os dias do primeiro Supermercado: o King Kullen . Depois vieram os Hard Discount ( Aldi ), os Category Killers ( Toys ‘U’ Us, Leroy Merlin ), os Hipermercados ( Carrefour ), e finalmente os Warehouse Clubs ( Sams Club, Costco ). Paralelo a esta evolução no formato do varejo, vivenciamos a Evolução do Marketing 1.0 : mercado centrado no Produto, onde prevalecia a máxima de Ford: “Um carro pode ter qualquer cor, desde que seja preto.” - passando pelo Marketing 2.0 : voltado para o Consumidor – para o Marketing 3.0 : voltado para os Valores, cujo objetivo é fazer do mundo um lugar melhor, considerando um mercado de seres humanos com coração, mente e espírito, com uma proposição de valor funcional, emocional e espiritual e, finalmente, pelo menos até o próximo Big Show, chegando, finalmente, ao Marketing 4.0 , a era da Transformação Digital