Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

Amarrando Cachorro com Linguiça

Centenas de quilômetros, cortando 4 Estados da Federação, separam a imagem ao lado: são dois extremos! 1 - Extremos da minha área de atuação como Consumidor / Consultor de Varejo; 2 - Extremos de descaso e falta de Fiscalização das autoridades Competentes e da falta de exigência/denúncia (concorrência desleal) dos estabelecimentos regularmente estabelecidos e dos Consumidores finais. Imagens como estas, antes de serem extremas pela precariedade das condições de exposição e manuseio dos alimentos, são extremamente comuns nas periferias de grandes centros urbanos e nas Cidades do interior. Dizem que é uma questão de "Cultura". Para mim é uma questão de Saúde Pública e por que não dizer um Caso de Polícia. Navegando no Twitter encontrei esta interessante nota de esclarecimento, sobre Merchandising, que estou colando abaixo para fazer preâmbulo a uma inquietante constatação sobre o tema. Vamos ler a nota e eu volto depois. "Merchandising – Depende da cultura de cada

Primeiro Passo

Foi dada a Largada!!! Primeiro passo na Jornada para divulgação do Portal SOU Varejista! (www.souvarejista.com.br) . Nossa principal Ação será o RALLY M+IS - TRANSAMAZÔNICA... Nosso objetivo é percorrer a BR 230 (Transamazônica) de Cabedelo (PB) à Lábrea (AM) de Carona com Caminhoneiros - elos de integração da Cadeia de Suprimento do Varejo - e/ou, se necessário a pé, completando o percurso ida-volta em 60 dias. A ideia é mostrar os desafios de empreender no Brasil "viajando" num "empreendimento sem fim", na pior época do ano: o Inverno Amazônico! Vital Sousa integrum Consultoria

Motivação x Entusiasmo

"Nada de grandioso chegou, algum dia, a ser alcançado sem entusiasmo.” [Ralph Waldo Emerson] Mais um Work Shop, mais uma Palestra e a velha questão vem à tona: motivação. O que percebo, é que a grande maioria das pessoas está olhando, diariamente, para os céus à espera de instruções para seguir em frente. Há um verdadeiro eclipse do pensamento. As pessoas simplesmente desistiram de pensar e desta forma se sentem inteiramente perdidas, limitadas a garantir suas subsistências. Por outro lado, sempre que ouço uma solicitação de algum trabalho voltado à motivação do pessoal, fico com as orelhas em pé: quais as verdadeiras razões para a demanda? Há um real desejo de desenvolvimento das pessoas pelas pessoas ou trata-se apenas de uma demanda por mais produtividade? Mas esta é outra história. Inicialmente, vamos entender a diferença entre ‘motivação’ e entusiasmo (automotivação). Conforme sempre falo, a diferença entre motivação e entusiasmo fica explicitada em u

O Vendedor na Rua em Busca do Cliente

No Twitter, com o título de " 17 razões porque os vendedores não batem as metas",  Ricardo Jordão (@bizrevolution) relaciona algumas verdades para quebrar paradigmas na Formação de Equipes de Alto Rendimento. Já que é para quebrar, como diz o próprio Ricardo Jordão... Quebra Tudo!!! Lendo os tweets, liguei imediatamente o texto a um Vídeo de Treinamento  produzido pela Commit e apresentado pelo Professor Luiz Marins: "O vendedor na rua em busca do Cliente" (recomendo), que tem como base de argumentação a sensacional história da Caçada ao Emu, pelos aborígenes australianos, que, metaforicamente, indica o “caminho das pedras” no trabalho do dia-a-dia de um Vendedor para alcançar os objetivos estabelecidos. Apesar de muitas demonstrações dos “caminhos das pedras”, ainda existem muitos Líderes “pisando em cabeça de jacaré”. Aproveitei os 17 tweets do Ricardo Jordão para comentá-los e ampliar a discussão, com base na experiência de alguns anos nos dois

Massa de Modelar - O Diabo Fora da Curva

“Nós somos o que pensamos, com nossos pensamentos construímos nosso mundo.” [Buda] “A vida é a soma de suas escolhas.” [Albert Camus] “Insanidade é fazer sempre as mesmas coisas, esperando resultados diferentes.” [Albert Einstein] Três pensamentos de peso. Assim costumo iniciar o que chamo de “puxão de orelha” para despertar os participantes de nossos work shops para uma questão que considero crucial no efetivo desenvolvimento do processo de transferência de conhecimento: o foco! Temos a pretensão que nossos treinamentos sejam de alto impacto, por isso usamos todos os recursos disponíveis para aumentar o nível de retenção dos participantes. Nesse “puxão de orelha” não dá para escapar da explicação do que Anthony Robbins chama de “A Tríade” – Foco, Linguagem e Fisiologia, mas o ponto que pretendemos despertar é que a massa (cérebro) pode ser modelada. Você pode e precisa modelar o seu cérebro para alcançar os seus objetivos – sejam eles quais forem – e ter o mín

"O Homem Sonha, Deus Realiza"

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor." [Johann Goethe] Nossa primeira postagem no Blog Varejão , não poderia versar sobre outro tema que não fosse sobre nossa capacidade de SONHAR !!! Visitando os Pontos de Vendas de uma Empresa, para iniciar uma Consultoria, me deparo com a frase título, desta postagem, pintada no tanque de uma moto de entregas. A princípio fiquei procurando as indicações de origem bíblica – livro, capítulo, versículo... Depois me dei conta de que se trata de uma das tantas frases motivacionais que se espalham de forma viral em placas, para-choques de caminhões, vidros de carros, banners e faixas de comunicação de muitas Empresas. A origem, para o nosso caso, não importa, mas a frase me chamou bastante a atenção e ficou martelando na minha cabeça por três razões: 1 – Me vem à cabeça os versos de Fernando Pessoa que tão bem retrata a busca de novos horiz

DETOX 3-D

"O pecado capital do marketing é ser desinteressante." [Dan Kennedy] Para combater os "Sete Pecados Capitais no Atendimento"  (Apatia, Demora, Frieza, Ignorância, Insensibilidade, Desinformação e Desrespeito ) e a mesmice enfadonha que ronda o Varejo, recomendamos a utilização da “Estratégia do Trevo de Quatro Pholhas” (Pessoas, Processos, Pontos de Vendas e Propaganda)  consorciada com DETOX 3-D : para pôr um p onto final na mesmice e formar uma Linha de Frente Motivada e de Alto Rendimento. DETOX 3-D  e a Ferramenta ideal para converter teoria em prática, focada nos elementos essenciais para o desenvolvimento de uma cultura de Excelência no Atendimento. Liderança – Sem Liderança Sistêmica não há Excelência no Atendimento. Desenvolva Líderes que além gostarem de desafios, transpirem uma "insatisfação pessoal permanente". Líd eres de Atitude, de Ação, que saibam, por melhores que sejam os resultados, que podem fazer melhor, a começar p

Varejo de Vizinhança

O advento da nova classe média e a mudança do perfil do consumidor - clientes mais exigentes e questionadores - valoriza os pequenos estabelecimentos - os chamados varejos de vizinhança, mas será que estes estabelecimentos valorizam seus novos clientes? Segundo Millôr Fernandes, "chama-se fidelidade esse esforço desvairado que o homem faz para se contentar com uma mulher só (a frase vale também para a mulher)." Trazendo para a realidade que estamos tratando (a partir dos fundamentos do marketing), um cliente fiel é aquele que se esforça para ficar com o produto (ou fornecedor), desde que haja uma razão e compensação extremamente forte na outra ponta. Olhando estas imagens, temos a certeza que o esforço que fazem os clientes deste Supermercado é hercúleo. Podemos imaginar que com o desenvolvimento dos meios de comunicação de massa, o proprietário deste estabelecimento já tenha tomado conhecimento de expressões como "Stakeholders", "Varejo de Vizinhanç

Fórmulas Mágicas

Como consultor, me declaro cético quanto ao processo motivacional largamente utilizado em grandes redes de varejo e copiado para negócios menores. Por outro lado, confesso crer em muita coisa, mas acredito mais ainda naquelas, cujos resultados, tenho a grata satisfação de ver ou ouvir. Por isso sinto-me incomodado de tanto ver, ouvir e ler frases como: “ a fórmula mágica para seu sucesso ”, “a fórmula mágica para vender mais ”. Com tantas fórmulas, há alguns Consultores que deveriam ser alquimistas, mas estão muito aquém de serem magos, pois a maior mágica que fizeram foi desperdiçar o tempo dos profissionais que participaram de seus treinamentos. As supostas fórmulas seriam adequadas se para toda e qualquer situação, atividade profissional e empresa utilizássemos os mesmos procedimentos e assim obtivéssemos o sucesso almejado . No entanto, considerando todas estas situações diferentes como podemos acreditar na mesma fórmula? Até a simples fórmula (receita) de um bolo de

100,0% Desculpas

Um dos momentos mais “polêmicos” nos nossos Work Shops sobre “Liderança & Relações Humanas no Trabalho” é quando falamos das Desculpas. Por um motivo bem simples: as pessoas não admitem que na vida profissional, passamos metade do tempo ouvindo desculpas e outra metade dando desculpas. Umas das explicações para isso é cultural: em latim culpa significa falha. Portanto “me desculpe significa, por favor, esqueça que eu falhei”. Como somos humanos erramos, e como erramos nos desculpamos. Um dos maiores motivos para “inventarmos” desculpas é a procrastinação: adiar o que temos de fazer hoje. Vamos admitir. Todos nós conhecemos a sensação... Não temos vontade de fazer o que sabemos que precisamos fazer – começamos, então, a maquinar “inteligentemente” uma excelente desculpa para fugirmos dos nossos compromissos sem ficar com dor na consciência. Para minha satisfação, no início de um final de semana, com a agenda cheia, recebi um artigo com o título “Sete Desculpas Comun