Pular para o conteúdo principal

Associativismo no Varejo


“A união faz a força”. Essa máxima do Associativismo / Cooperativismo deu origem a uma discussão no Twitter sobre esta atividade no Varejo Alimentar - segmento onde proliferam Redes de Cooperação Empresarial, Cooperativas e Associações. Nos últimos anos, temos atuado nessa área em várias iniciativas. Contando com a experiência de Vendas e Atendimento a essas Redes, somamos mais de duas décadas de vivência com esses Players.

Resumir o trabalho dessas duas décadas em alguns tweets, assim como oferecer uma receita definitiva para esta atividade seria impossível, mas registrei o que considero a matriz para o desenvolvimento de qualquer discussão sobre o tema. A ideia foi levantar alguns pontos estratégicos, tanto na constituição quanto na gestão das Associações, para fomentar reflexão sobre o tema e ampliar, com esses insights, um processo estruturado, um ponto de partida em brainstorms, para facilitar e objetivar futuras discussões sobre o tema.

Manteremos o formato dos tweets para mapear o nosso passo-a-passo e possibilitar o desenvolvimento de discussões sobre cada um deles, aprofundando a análise conjuntural de cada iniciativa, adequando-os aos seus respectivos ambientes.

A UNIÃO FAZ A FORÇA. A máxima do Associativismo, em alguns casos, bem q poderia ser reescrita facilmente para: A UNIÃO se FAZ À FORÇA.

À FORÇA, no caso, seria de MUITA MOBILIZAÇÃO. Embora haja demanda, na maioria dos casos falta LIDERANÇA e a iniciativa MORRE NA PRAIA!!!

LIDERANÇA no caso seria alguém/alguma instituição que representasse anseios dos futuros 'associados' de forma TRANSPARENTE e ISENTA.

TRANSPARÊNCIA cria-se com Estrutura Organizacional Participativa, onde a OPINIÃO DE TODOS é ouvida e as DECISÕES da maioria LEGÍTIMAS.

ISENÇÃO cria-se com INSTRUMENTOS de CONSTITUIÇÃO claros construídos, em assembléia, com a participação de todos. Um ESTATUTO é a Base.

Um ESTATUTO q defina CLARAMENTE as RELAÇÕES ENTRE OS ASSOCIADOS e d ASSOCIAÇÃO com o Mercado, bem como REGIMENTO INTERNO se COMPLETAM.

A DIREÇÃO precisa estar nas mãos dos ASSOCIADOS: DIRETORIA, CONSELHO DE ÉTICA, CONSELHO FISCAL. A GESTÃO deve estar com a COMPETÊNCIA.

COMPETÊNCIA se faz com FORMAÇÃO e EXPERIÊNCIA. Se necessário o INVESTIMENTO (recursos próprios) em um GESTOR não deve ser DESCARTADO.

FOCO, FOCO em RESULTADOS. Desde a constituição todos devem estar voltados a responder a seguinte pergunta: O QUE EU GANHO COM ISSO???

TRANSPARÊNCIA + ISENÇÃO + COMPETÊNCIA + GESTÃO + FOCO EM RESULTADOS = MEIO CAMINHO ANDADO no Desenvolvimento Sustentável d'Associação.

Um ponto que considero de extrema importância para o desenvolvimento da discussão é o esclarecimento dos conceitos básicos de Escala e Associativismo. Se tivermos Escala podemos negociar direto com produtores e ganhar em preço e qualidade. Mas se somos pequenos precisamos nos associar. Colocando o Associativismo como modelo estratégico de negócio, temos que pensar de forma sistêmica: aqui a escala tem que ser alcançada em extensão e profundidade dentro da cadeia de suprimento. O Associativismo voltado, apenas, para o "Marketing" - modelo da maioria das chamadas Centrais de Compras - não é estratégico nem sustentável.

 Embora venha se apresentando como solução para a sobrevivência do pequeno / médio varejo - principalmente alimentar: palco dos maiores varejistas do mundo - os resultados podem ser considerados pequenos, se tomarmos o tamanho do mercado, e os avanços tecnológicos (processos) são pífios. Mas essa é outra grande discussão!


Vital Sousa
integrum Consultoria

Os Mais Lidos Da Semana!

Rally M+is - Transamazônica

"Falar é fácil, quero ver fazer!" Partindo de Cabedelo (PB) Quantas vezes você já ouviu esta frase, todas as vezes que você teve uma ideia inovadora; todas as vezes que você pensou em fazer algo, realmente, inovador, diferente? Quantas vezes diante, da descrença das pessoas, você vacilou e desistiu? Nós não desistimos! Amadurecemos nossa ideia até o ponto de ser colhida, até o ponto ideal para ser colocada em prática, até a hora de Agir! Nossa ideia pode até parecer uma completa loucura, uma insensatez, mas foi pensada e planejada nos seus mínimos detalhes: detalhes Bons e Ruins, Ações e Reações, Atitudes e Consequências, Forças e Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, o Que, Onde, Porque, Quem, Como, Quando, Quanto... Planejamento concluído e exaustivamente testado e aprovado chegou a hora da Ação! Sem esquecer que a vida do Empreendedor é (ou, necessariamente, deveria ser) um eterno looping de PDCA: Planejar, Desenvolver, Controlar, Ajustar, Planejar...

FLASH 4.0 - Consultoria Relâmpago

  FLASH 4.0 - Consultoria Relâmpago para deixar a sua Loja pronta para o Novo Normal, com Qualidade, Rentabilidade e Efetividade Operacional. Se você está lendo esta postagem, seguramente compartilhamos da mesma paixão pelo Varejo. Agora, gostaria da sua avaliação para este novo modelo de Consultoria que economiza tempo e dinheiro. Estou falando de uma Auditoria de Qualidade , com o objetivo de Qualificar a(s) sua(s) loja(s) para entregar Excelência no Atendimento à Diversidade de Clientes no Ponto de Vendas . A Auditoria tem 4 Módulos , que, livremente, poderão ser contratados, para atender as suas reais necessidades.   Direto ao ponto, porque tempo é dinheiro, me coloco a sua disposição para esclarecer qualquer dúvida sobre a Proposta, para entregarmos, com segurança, um Serviço de Valor e Qualidade Diferencial , compatível com o caráter e a cultura de nossas Empres O Flash 4.0 é uma Auditoria de Qualidade ; uma “tomografia” do Ponto de Vendas para corrigir defeitos e qual

FALA Varejista! PodCast.Sem54 - "Marketing de Experiência - Parte 1"

Numa Parceria de Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! “Existe Marketing de tudo e para tudo porque, como sempre repetimos, tudo é Marketing e Marketing é tudo: simples assim.” A partir desta transmissão iniciamos a Série de 5 Semanas falando sobre Marketing de Experiência , então sem blá-blá-blá, sem embromation, direto ao ponto, o que é Marketing de Experiência? Certamente vocês já ouviram falar de Marketing Estratégico, Marketing Pessoal, Marketing Político, Marketing de Guerrilha, Marketing Digital, Neuro Marketing, Inbound Marketing, Endo Marketing, VTL Marketing , etc, etc... Misturando tudo isso, passamos pelo Marketing de Relacionamento , para criar um caso de amor com seus Clientes, como dizia Kotler, pelo Marketing Sensorial , para usar todos os sentidos – tato, olfato, visão, audição e paladar – para atrair e reter mais Cl