Pular para o conteúdo principal

Terror Verde



Lojas Conceito... Lojas Verdes... Lojas Prime... Atualmente estamos presenciando um verdadeiro boom na implantação desses modelos de lojas.

Sem querer ser o Advogado do Diabo e já sendo:
 1 - Existe algum estudo sobre a viabilidade destes negócios para as Emergentes Classes C e D?
 2 - Estarão os pequenos / médios varejistas prontos para encarar as influências desta Tendência / Evolução em seus pontos de vendas?


Para uma considerável fatia da população que começa a ter acesso a gêneros alimentícios, até a pouco considerados supérfluos, Lojas Conceito, Verdes e Prime, me parecem um despropósito, se não houver um forte aparato de esclarecimento desta população. Da mesma forma, pequenos e médios varejistas precisam estar atentos ao que costumo chamar de 'Terror Verde'.

É inegável o desenvolvimento do Pequeno / Médio Varejo Alimentar - com destaque para o advento das Redes Associativas - mas uma grande parcela dos Varejistas ainda sobrevivem na "Era da Caderneta". E, se sobrevivem, atendem a um target específico de Clientes. Não recomendo a manutenção das atuais condições do Pequeno / Médio Varejo Alimentar, da mesma forma não recomendo a forma de comunicar a necessidade de Desenvolvimento dos Pontos de Vendas para atender a um novo Perfil de Consumidores.

Já está provado que o Varejo de Vizinhança não se acabará... Então porque insistem em fazer terrorismo com pequenos empreendedores que ainda não têm acesso a toda informação sobre as Tendências do Varejo? A resposta é simples: vender equipamentos. Não acredito que este seja o melhor caminho para a Venda.

Este terrorismo, tem levado muitos empreendedores ao engano fatal de modernizar Pontos de Vendas, sem a necessária e adequada modernização da Gestão do Negócio. Investimentos estão sendo jogados no Lixo pelo despreparo dos empreendedores. O dinheiro "fácil" do BNDES tem alimentado uma "Indústria de Modernização" que não prioriza o Planejamento e a Reestruturação da Gestão do Negócio.

De forma bastante simplista, "Loja Bonita" tem virado sinônimo de "Negócio Rentável" e "na ponta do lápis" não está se medindo o ponto de equilíbrio do novo negócio e muito menos como alcançá-lo. Com esta visão, a euforia dos dias de inauguração, dos novos Pontos de Vendas, rapidamente se transformam em depressão com a dispensa de colaboradores recém contratados: como sempre, a primeira atitude para reduzir custos.

A partir deste ponto, o Varejista entra no ciclo vicioso de reduzir custos e consequentemente a perda de qualidade no atendimento, levando à perda de Clientes. Ciclo do qual não sairá sem novos investimentos.

O esclarecimento dos Varejistas é, portanto, a primeira etapa para a modernização do Ponto de Vendas e da Gestão do Negócio. É inconsequente afirmar que a simples reforma de uma Loja seja responsável pela evolução do negócio.


Vital Sousa
integrum Consultoria 

Os Mais Lidos Da Semana!

O Fator "Stoic Mujic"

Há um conselho que escuto e sigo, há pelo menos 10 anos, para reafirmar minha Determinação. Conselho, de um certo "Anjo João", que ecoa em minha mente, sempre que alguma dificuldade surge no horizonte: "Levanta a cabeça e segue em frente"... - Valeu João!!! “Enquanto se descansa, se carrega pedras”: este provérbio português é o tipo de frase feita que não sai da boca de um grupo de pessoas, entre as quais me incluo: os obstinados pelo que fazem, pelo trabalho. Estas pessoas são do tipo que nunca “desligam”. Não importa onde estejam, o que estejam fazendo; eles estão sempre “ligados”. Numa sessão de vídeo caseira, com pipoca e guaraná, não seria diferente. Na última, da qual participei, vimos o filme “A Ponte dos Espiões” . “Bridge of Spies” em Inglês. Embora eu prefira, por razões que o leitor poderá ver no filme, o título em Alemão: “Der Unterhändler” que em língua tupiniquim que dizer “O Negociador”. É um excelente filme para ser usado em treinamentos sobre Nego

O Líder Situacional Sistêmico

Todos querem Comprometimento , todos querem Engajamento , todos querem colaboradores Motivados , todos querem Equipes de Alto Rendimento ... Mas, quantos se preocupam, verdadeiramente, com as Condições de Trabalho, com o Clima Organizacional, com as Pessoas Certas nos Lugares Certos, com Pessoas que pensam em Pessoas?  Acredito que os Resultados tenham a prioridade nesta lista de situações. Resultados como Objetivo e não como Consequência de um trabalho bem feito. Resultados pelos Resultados: simples assim. Não sou contra os Resultados, nem contra os que os buscam determinadamente, afinal eu estou entre eles. O Lucro não é um "Pecado". Mas, lembrando de um lugar comum, o único lugar em que o Resultado vem antes do Trabalho é no Dicionário. Se você quer Comprometimento, Engajamento, Motivação e uma Equipe de Alto Rendimento , "fora da curva", aprenda a Liderar. Aprenda a conviver com a Liderança Situacional Sistêmica . " Com talento, ganhamos partidas. Com &

FALA Varejista! PodCast.Sem60 - "Abismo Tecnológico - Parte 2"

Numa Parceria de Fix Tecnologia, Gustavo Sobreira Advogados Associados, Realiza Business e VTL Marketing e com o Apoio de Casa Primor, JAZAM Alimentos e Rações VittaMax, iniciamos mais uma Transmissão do... FALA Varejista! “Não invista em Transformação Digital se a sua Mentalidade é Analógica” Na transmissão anterior, para comprovar que “de perto todo mundo é feio”, relacionamos algumas práticas danosas, largamente utilizadas, que estão jogando as Empresas no “Abismo Tecnológico” , apoiadas em inteligentes desculpas, que, tenho certeza, quem estiver escutando esta transmissão conhece muito bem. ERP (Sistema de Gestão), apenas, para "passar mercadoria no caixa"; Compras por "Listas Manuais de Cotação"; Cadastro de Produtos "Comprado"; Estoques "Negativos" no Controle de Estoque; Gestão Financeira “na ponta do lápis”... Então, sem mais desculpas, vamos colocar os pingos nos i’s de cada uma dessas práticas danosas... ERP (Sistema de Gestão), apen