Pular para o conteúdo principal

Motivação x Entusiasmo



"Nada de grandioso chegou, algum dia, a ser alcançado sem entusiasmo.”
[Ralph Waldo Emerson]


Mais um Work Shop, mais uma Palestra e a velha questão vem à tona: motivação. O que percebo, é que a grande maioria das pessoas está olhando, diariamente, para os céus à espera de instruções para seguir em frente. Há um verdadeiro eclipse do pensamento. As pessoas simplesmente desistiram de pensar e desta forma se sentem inteiramente perdidas, limitadas a garantir suas subsistências.

Por outro lado, sempre que ouço uma solicitação de algum trabalho voltado à motivação do pessoal, fico com as orelhas em pé: quais as verdadeiras razões para a demanda? Há um real desejo de desenvolvimento das pessoas pelas pessoas ou trata-se apenas de uma demanda por mais produtividade? Mas esta é outra história.

Inicialmente, vamos entender a diferença entre ‘motivação’ e entusiasmo (automotivação). Conforme sempre falo, a diferença entre motivação e entusiasmo fica explicitada em uma simples frase: “motivar é mover e entusiasmar é agir, é avançar.”

Para entender melhor, vamos fazer uma analogia e imaginar uma roda d’água. Este equipamento secular foi desenvolvido para que, através da força da queda da água (desviada) sobre suas pás fizesse com que ela girasse, produzindo força suficiente para moer grãos, gerando energia ou mesmo bombear a água para outros locais etc.

A roda d’água é como uma pessoa que está sendo motivada, ou seja, precisa de uma força externa (força da água) para que possa se movimentar e realizar a tarefa para a qual foi desenvolvida.

A palavra entusiasmo vem do grego entheos, que significa “estar repleto de Deus”. Uma das maneiras de saber se você tem Deus dentro de si, e sentir-se com energia e paixão para realizar aquilo que deseja.

Poderíamos comparar a pessoa entusiasmada a um rio, seja pequeno, grande, largo ou estreito, pois sempre poderá proporcionar auxílio aos que precisarem dele. Mesmo tendo sua origem em uma pequena nascente acredita na possibilidade de crescer e percorre todo o trajeto, aumentando, vencendo grandes distâncias, sofrendo durante as secas, evoluindo no período das enchentes, mas sempre disposto a oferecer alimento, transporte, vida e possibilidade de desenvolvimento àqueles que necessitarem dele.

Como então, podemos nos manter entusiasmados?

Acreditando em nosso potencial e habilidades. Criando oportunidades de melhoria para nosso sucesso profissional e de todos que estão a nossa volta. Acreditar no próprio sucesso é se presentear com a esperança e alimentar sua determinação.

Realizando um excelente planejamento das atividades e projetos durante todas as experiências adquiridas, e saber que erros poderão ocorrer, mas não serão responsáveis pela desistência e sim por novas formas de aprendizado. Correr riscos planejados faz parte de nosso aprendizado e errar eventualmente é saudável para que possamos descobrir diferentes formas de fazer ainda melhor.

Fazer o que se gosta, seja em forma de lazer ou trabalho, aceitar que possui defeitos que poderão ser minimizados, mas, também, reconhecer as excelentes qualidades, muitas vezes desconhecidas por você mesmo. O êxito profissional nos motiva a continuar buscando maiores desafios, realizações e dividir as vitórias com aqueles que reconhecem nosso valor.

Identificar, compreender e respeitar as diferenças entre as pessoas com as quais se relaciona e construir assim um relacionamento agradável e flexível. A satisfação existente em um relacionamento nos motiva a manter a alegria e bem estar e a querer conviver com mais pessoas para poder contagiá-las positivamente e transformar suas vidas.

Para manter o seu entusiasmo permanente, você precisa então ser como um rio. Ter determinação, saber muito bem aonde pretende chegar e ter força e disposição para avançar permanentemente e mover muitas rodas d’àgua.

Então não fique parado. Aja! Faça já! 
Entusiasmo é AÇÃO!!



Vital Sousa
integrum Consultoria

Os Mais Lidos Da Semana!

Arista - Até o Fim do Mundo

"Arista - Até o Fim do Mundo" é um Romance-Ficção Científica-Aventura; é, também, uma inquietante tentativa de responder as perguntas sobre as origens do que escrevo: as lembranças que afloram em minha mente e eu não sei precisar se são, realmente, lembranças ou sonhos ou delírios.  "Se os "nomes" ou "fatos", descritos, te fizerem lembrar de um lugar, uma pessoa, uma situação; se você experimentar uma sensação de déjà vu... Tenha certeza: você pode não ser a pessoa que pensa que é... Então, não perca tempo: deixe tudo que estiver fazendo e venha para Colina, Comuna de Sinnamary, Guiana Francesa, para iniciar a busca da sua verdadeira história... Procure-me no Hotel Concorde, Apto 201... Acredito ser Carlos Eduardo Romero" 100,0% dos Royalties deste Produto será destinado às Ações Sociais do i2: instituto integrum que atua na Formação e Qualificação de Operadores e Empreendedores Varejistas e na Promoção da Acessibilidade no Varejo de Produtos e

Rally M+is - Transamazônica

"Falar é fácil, quero ver fazer!" Partindo de Cabedelo (PB) Quantas vezes você já ouviu esta frase, todas as vezes que você teve uma ideia inovadora; todas as vezes que você pensou em fazer algo, realmente, inovador, diferente? Quantas vezes diante, da descrença das pessoas, você vacilou e desistiu? Nós não desistimos! Amadurecemos nossa ideia até o ponto de ser colhida, até o ponto ideal para ser colocada em prática, até a hora de Agir! Nossa ideia pode até parecer uma completa loucura, uma insensatez, mas foi pensada e planejada nos seus mínimos detalhes: detalhes Bons e Ruins, Ações e Reações, Atitudes e Consequências, Forças e Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, o Que, Onde, Porque, Quem, Como, Quando, Quanto... Planejamento concluído e exaustivamente testado e aprovado chegou a hora da Ação! Sem esquecer que a vida do Empreendedor é (ou, necessariamente, deveria ser) um eterno looping de PDCA: Planejar, Desenvolver, Controlar, Ajustar, Planejar...